Notícias

Processo arbitral envolvendo cliente russo do BGR Advogados é tema de reportagem do Valor Econômico

O BGR Advogados, que tem entre suas expertises a defesa dos interesses de empresas estrangeiras em demandas administrativas e judiciais perante a Justiça Comum e Tribunais Arbitrais, envolvendo valores expressivos, representa judicialmente no Brasil a Primorskaya Soya. A empresa russa reclama a não entrega de uma carga de 25 mil toneladas de soja por parte da brasileira Primavera Alimentos, com sede em Palmas, capital do Tocantins.

 

O contrato no valor de US$ 12,75 milhões foi firmado em outubro de 2013. Deste valor, US$ 7,65 milhões já foram pagos à Primavera, mas o embarque da soja, que deveria ocorrer em abril de 2014, não aconteceu. O não cumprimento do contrato pela Primavera Alimentos culminou em um processo arbitral em curso na corte de Londres, informou Eduardo Benetti, sócio-fundador do BGR Advogados, escritório que possui um russian desk, com representação em Moscou.

 

A Primorskaya Soya, tradicional empresa localizada no extremo leste da Rússia, tem entre seus acionistas a Rusagro, uma das maiores companhias de commodities agrícolas daquele país, com capital aberto na bolsa de Londres.

 

A importância da Rússia como parceiro comercial do Brasil no setor agrícola e o desgaste que o caso pode causar nas relações entre os dois países chamou a atenção do jornal Valor Econômico, o maior veículo de comunicação do país na área de Economia e Negócios, que publicou nesta quarta-feira (04/11/2015) reportagem sobre o tema. 

Copyright ©2015 BGR. Todos os direitos reservados. Criação de sites W2 Websites